Segurança para seu PET na piscina!

Segurança para seu PET na piscina!

21/03/2019 3 Por globaltechbrasil

Ter um PET em casa é uma das maiores alegrias, não é mesmo? Poder compartilhar cada momento na companhia desses seres tão incríveis é sem dúvidas, satisfatório. Mas como ter a companhia deles na piscina?

Muitos donos de PET compartilham disso, mas é extremamente importante saber que  objetos comuns e situações podem ser bem perigosas, afinal, os bichinhos são espontâneos e inocentes.

Nas estações mais quentes, não há nada melhor do que se refrescar na em uma piscina, não é mesmo? Os cachorros fazem da família e é natural que estejam sempre junto, inclusive, no momento de curtir um bom banho de piscina.

Diferente do que muitos pensam, não é todo cachorro que conhece o “nado cachorrinho”. Se você quer garantir essa companhia sem acidentes, é preciso estar apto, por isso separamos algumas dicas que podem garantir a segurança para pets na piscina. Acompanhe!

Banner Trocador de Calor1

  1. Ensine seu cão a nadar

Como dissemos anteriormente, não são todos os cachorros que conhecem o  “nado cachorrinho”, então, a primeira dica é ensinar o seu amigão a nadar. Em hipótese nenhuma jogue-o diretamente na água, pois isso pode causar um trauma e ele pode nunca mais querer entrar na água.

Comece aos poucos, leve-o perto da piscina, sempre molhando seu corpo e focinho com calma, deixe que ele se familiarize com a água, depois disso, use a sua mão para elevar a barriga dele na água, para que ele aprenda como mexer as patinhas.

Para facilitar, você pode utilizar brinquedos que ele goste ou petiscos como estímulo para deixar o treino mais divertido ou usar alguns petiscos para como forma de incentivo.

Mas claro,  nunca se esqueça de respeitar o tempo dele, assim como nós, eles também tem seus medos e é preciso respeitar.

  1. Ensine a ele como entrar na piscina

Durante todo o processo de segurança para o seu PET, é extremamente importante que você mostre a ele como entrar na piscina, isso pode ajudar no momento em que ele desejar sair da piscina, seja por vontade dele ou em uma possível situação de desespero. O ideal é que a piscina possua uma área mais rasa, porém, se não tiver, você pode ajudá-lo com o auxílio de uma escadinha ou rampas de acesso.

  1. Cerque sua piscina

Ainda que seu cão saiba nadar e ame essa diversão, é importante que ele faça isso sempre acompanhado por alguém, desse modo, é importante investir em cercas ou fechamento automático para a área da piscina, essa simples proteção pode ajudar a evitar acidentes.

  1. Invista em um colete salva-vidas para o seu cão

Se o seu cão não é um bom nadador, o melhor é investir em colete salva-vidas ou boias, uma vez que esse acessório fornece flutuabilidade extra, além de ter cores vivas que sempre manterão seu PET visível. Contudo, esses materiais não são o suficiente para deixar o seu bichinho sozinho na piscina, certo? Todo cuidado é pouco.

  1. Aprenda PCR do cão

É super importante que você saiba lidar com uma PCR, caso seu bichinho venha se afogar. Procure organizações que ofereçam aulas sobre técnicas adequadas, isso vai te dar mais segurança ao compartilhar a piscina com seu cão. Contudo, caso ocorra acidentes, nada anula a ajuda de um veterinário, afinal, ele é especializado e certamente saberá todos os procedimentos.

  1. Cuide do seu cachorro

Não é tão difícil cuidar do seu cãozinho na piscina, né? Além de todas essas dicas, lembre-se de fica de olho no relógio, não permitindo que ele nade em horário com muito sol, desse modo ele também não se cansa com facilidade.

Aliás, você sabia que existem  protetores específicos para serem usados no focinho? Essa é uma ótima dica.

Também é possível utilizar a plataforma Save Dog que vai na escada da piscina que auxilia seu animal na hora de sair da piscina. Clique na imagem e compre o seu agora:

Save Dog

E mais, mantenha um recipiente com água sempre por perto, assim, quando ele quiser água fresca, sabe onde encontrar, isso evita que ele tome a água da piscina, que por sua vez pode causar irritações no estômago.

Perceba sempre os sinais de cansaço e retire seu cãozinho da piscina. E depois disso, dê um banho com água natural para tirar o cloro, secando bem o ouvido pela parte externa, de modo a evitar otite canina.

Ah, não se esqueça de medir o pH e o nível do cloro e verificar a necessidade de se fazer o procedimento de limpeza dos pelos no pré filtro.

E agora, todos preparados para compartilhar mais momentos ao lado do melhor amigo? Aproveite as dicas e se divirta com esses bichinhos incríveis. Ah, se as dicas derem certo, conta para nós aqui nos comentários.

Para saber mais, continue acompanhando o blog da Globaltech.


Saiba a importância de planejar a compra dos acessórios para sua piscina.

Planejar e Comprar acessórios para sua piscina!

A Globaltech Brasil tem uma linha completa de acessórios para você! Conheça nossos produtos: