Aquecedor elétrico: quanto tempo para aquecer a piscina?

Aquecedor elétrico: quanto tempo para aquecer a piscina?

25/01/2022 0 Por globaltechbrasil

Ter uma piscina em casa é certamente um das maiores comodidades que se pode ter quando se trata de lazer e diversão com a família e filhos. Para quem gosta de se divertir e dar bons mergulhos durante o ano todo, uma ótima solução são os aquecedores de piscina, fabricados com o propósito de manter a água sempre quente durante as temperaturas mais baixas e estações mais frias do ano.

Ainda sim, muitos acabam se perguntado “Quais são os melhores modelos?”, “Quais são os gastos com energia?”, “Quais os custos de manutenção?” e o principal questionamento “Quanto tempo demora para aquecer uma piscina por completo?”. Para te ajudar a tirar essas dúvidas e decidir o melhor aquecedor para sua piscina, a Globaltech trouxe uma lista de modelos e suas principais características para facilitar essa decisão e melhorar sua experiência!

Quanto tempo demora para aquecer a minha piscina com esses 4 equipamentos?

Existem quatro alternativas de aquecedores de piscinas atualmente no mercado. Cada um deles consegue aquecer a água de maneiras diferentes e em tempos diferentes. Esse tempo pode variar de 20 até 36 horas dependendo do equipamento que será instalado. Vamos as dicas?

1. Aquecedor Elétrico

Possivelmente o modelo mais procurado e mais comum entre os consumidores, o aquecedor elétrico é uma ótima opção para quem quer maior eficiência, já que o equipamento pode funcionar também em dias de chuva, com temperaturas mais baixas e no inverno. Funcionando por resistência, semelhante ao chuveiro elétrico, o investimento inicial para esse aquecedor é menor, porém o consumo de energia pode crescer com o passar do tempo!

O funcionamento desse equipamento é muito efetivo e rápido considerando outros modelos e seu primeiro aquecimento, aquele que será feito quando a água anda estiver totalmente fria, pode levar uma média de 20 horas para chegar até a temperatura máxima que ele consegue alcançar.

Para que o aquecimento seja feito, uma parte da água da piscina entra em um reservatório, ou um tanque, onde a água é aquecida e transferida novamente de volta para a piscina. O processo é feito até que toda a água esteja quente e sempre seguindo a mesma sequência para manter a água na mesma temperatura por todo o tempo que estiver sendo usada.

2. Bomba de Calor

O inverso do processo de funcionamento de um aparelho de ar condicionado, a bomba de calor, ou trocador de calor, retira o calor do ambiente externo e o condensa internamente em seu compressor, transferindo esse calor acumulado para uma serpentina por onde a água passa continuamente, sendo assim, a aquecendo durante a todo o trabalho.

Quando ligada e em pleno funcionamento, a bomba de calor pode demorar uma média de até 36 horas para o primeiro aquecimento, se mantendo assim sucessivamente. Ainda sim, pode haver uma variação considerável nesse tempo. Como o aparelho retira o calor externo para o aquecimento, em caso de dias frios será mais demorado para esquentar a água. A vantagem é que o gasto de energia com o passar do tempo se torna menor, geram assim uma economia maior no uso desse aparelho.

Lembre-se de que uma bomba de calor precisa ser instalada em área externa e próxima a sua piscina, sendo assim, tenha em mente sempre os dimensionamentos do local. Outro detalhe importante é a escolha do modelo, pois as bombas de calor são mais potente para piscinas maiores!

3. Aquecedor Solar

No processo de funcionamento de um aquecedor solar, a coleta de energia é feita por placas solares que convertem essa energia em calor, direcionando-a para a piscina. Com isso, o aquecedor bombeia uma parcela da água para dentro de um reservatório onde é transferida o calor absorvido do sol para aquecer essa água, continuando o processo até que toda a piscina esteja quente.

O tempo médio pode variar dependendo das condições climáticas, ainda sim, o primeiro acontecimento deve levar até 36 horas para que a piscina atinja a temperatura desejada. Porém, essa espera vale a pena, afinal, a principal vantagem na utilização desse equipamento é seu baixíssimo consumo de energia elétrica, sua vida útil extensa e sua fácil manutenção.

Uma dica importante é que, na hora da instalação, coloque suas placas em locais com pouca ou nenhuma sombra e tenham contato com a luz solar logo nas primeiras horas do dia – preferencialmente para a Face Norte. As placas solares podem ser instaladas em lajes, telhados ou alocados no chão sem problema algum.

4. Aquecedor a Gás

Junto ao aquecedor elétrico, as versões a gás são as opções mais rápidas para aquecer sua piscina, inclusive, ele pode levar uma média de 24 horas até que toda a água da piscina esteja completamente quente.

Seu sistema funciona de através da queima de algum gás, normalmente GLP ou gás natural, e são muito eficientes em manter a temperatura adequada por um longo período. Ainda sim, seu custo de instalação e manutenção também tendem a ser um pouco mais caros, além do abastecimento periódico do gás.

Outra recomendação importante para otimizar o uso do aquecedor a gás é que ele seja colocado em piscinas menores, assim o gás para seu funcionamento pode durar por mais tempo – uma alternativa que ajuda a diminuir seus custos de manutenção!

Agora que você já sabe e conhece um pouco mais sobre cada um dos sistemas, fica mais fácil decidir qual deles poderá ter o melhor aproveitamento em sua piscina. Aproveite a visita e confira também outros textos interessantes sobre como cuidar da piscina e a melhor forma de remover manchas dela!