Fisioterapia Aquática

Fisioterapia Aquática

04/07/2018 0 Por globaltechbrasil

A hidroterapia, ou fisioterapia aquática, é uma modalidade terapêutica que utiliza os recursos de uma piscina preparada especificamente para tratamentos de saúde. Essa piscina tem características diferentes das convencionais, como água aquecida em até 35 °C, um elevador denominado “lift” para facilitar a entrada e saída do paciente, escada com corrimão, dois níveis de profundidade (1m e 1,5m) e piso antiderrapante; pode ser equipada com esteira, bicicleta e jatos de hidromassagem, que auxiliam na redução de edemas e tensão muscular, melhoram a circulação e aliviam dores. Quando o paciente entra em contato com a piscina nessas condições, os princípios físicos da água desempenham papel fundamental no tratamento. A densidade, a pressão hidrostática, a flutuação e a turbulência contribuem para a execução de movimentos, promovendo respostas mecânicas e fisiológicas específicas.

A hidroterapia pode trazer benefícios como fortalecimento muscular, aumento das amplitudes articulares, melhora do condicionamento cardiorrespiratório, alívio de dor, estímulo das atividades funcionais, equilíbrio e coordenação, melhora da postura e imagem corpo. Por isso, é importante que o fisioterapeuta saiba como aplicar os movimentos certos para proporcionar ao paciente a sensação de bem-estar. A hidroterapia é mais indicada quando o atendimento é individual, para que os pacientes possam alcançar um índice elevado de sucesso no tratamento.

Banner Trocador de Calor1

E por que fazer a hidroterapia?

De acordo com especialistas, a água ajuda os pacientes a realizarem seus exercícios porque o peso do corpo diminui quando submerso. As pessoas que sentem dores nas articulações conseguem executar mais facilmente os exercícios na água, movendo seus membros sem dor e com menor esforço. Quem sofre de dores crônicas e problemas ortopédicos consegue se beneficiar com a reabilitação aquática.

A APAE de São Paulo aplica a hidroterapia no atendimento a 71 crianças com deficiência intelectual. A equipe da Fisioterapia Aquática na Estimulação e Habilitação da APAE é formada pelas fisioterapeutas Ana Claudia Sobral e Ana Paula Batista da Silva.

Como são realizados os trabalhos de reabilitação de pessoas com deficiência intelectual?

 A Fisioterapia Aquática na Estimulação e Habilitação da APAE de São Paulo tem a responsabilidade de contribuir com as ações já realizadas no solo terapêutico relacionadas ao desenvolvimento infantil, especialmente a evolução da motricidade. No ambiente aquático, a fisioterapia ganha tom de brincadeira e diversão, tornando os exercícios agradáveis, estimulando a motivação e autoconfiança da criança e explorando ao máximo seu potencial, juntamente com seu desenvolvimento físico, emocional e educacional. O ambiente climatizado é um estímulo constante ao tratamento.

Quais são as características da piscina onde é feito esse trabalho? Quais equipamentos são necessários?

A piscina tem níveis variáveis de profundidade, o ambiente é climatizado, possui ventilação com exaustor e vestiários feminino e masculino. A água é aquecida em torno de 33-35 graus e há duas escadas para auxílio na entrada e saída de pacientes e acompanhantes. Para a entrada, é necessário o uso de roupas adequadas, por exemplo, sunga/maiô, fralda própria para piscina e uso de touca.

No atendimento, são utilizados recursos terapêuticos como steps com alturas reguláveis, brinquedos de borracha, bolas de diversos tamanhos, boias de braço, boias de sentar, argolas com lastro, tatames de EVA, pranchas, bastões lastrados, kit flutuadores, flutuador para pés e tornozeleiras de pesos de 0,5 kg e de 1 kg.

Quais são os benefícios de praticar esses exercícios na piscina?

Os diferenciais são as propriedades físicas da água, que desempenham papel fundamental para fins terapêuticos. O empuxo, a densidade, a pressão hidrostática, a flutuação e a turbulência, assim como a ausência da força da gravidade, contribuem de forma determinante na execução do movimento, promovendo respostas mecânicas e fisiológicas específicas e mais rápidas. O meio aquático possibilita a realização de atividades de maior grau de dificuldade, proporcionando aos pacientes grandes benefícios psicológicos. Se comparada com técnicas realizadas no solo, a hidroterapia, devido às propriedades físicas da água, facilita e melhora aquisições motoras, proporcionando ao paciente a sensação de maior segurança.


Existe alguma contraindicação para esse tratamento?

Há contraindicação para crianças menores de seis meses, cardiopatas sem liberação médica, pessoas com problemas de pele e crianças com gastrostomia (que utilizam sonda de alimentação).